Documento sem título
Documento sem título
 

 

Documento sem título
Produtos

Tinta hospitalar da Sherwin-Williams
facilita a limpeza constante

19/jun/02

Por Harlley Alves

Consultórios médicos, centros cirúrgicos e hospitais são ambientes que necessitam de alta higienização e requerem tintas que resistam à ação dos produtos químicos de limpeza.

Seguindo tendências das redes hospitalares norte-americanas, a Sherwin-Williams trouxe para o Brasil a sua Linha Hospitalar. Sérgio Suguino, do departamento de marketing da empresa, diz que testes comparativos em laboratórios garantiram a qualidade do produto. Ele observa que, quando a tinta foi lançada em São Paulo, os hospitais locais foram convidados a testá-la e a aprovaram.

Segundo a fabricante, uma das vantagens das tintas da linha hospitalar é a alta durabilidade, resistência a lavagens e a produtos químicos. Outro benefício, segundo Suguino é que, sendo um epóxi à base d'água, tem baixo odor, 'o que evita uma interdição prolongada das áreas pintadas'.

Linha Hospitalar Sherwin-WilliamsO produto está disponível em três versões: Tinta Hospitalar Centro Cirúrgico, Paredes e Tetos e Madeiras e Metais. A Tinta Hospitalar Centro Cirúrgico é uma tinta epóxi acrílica, com resistência a manchamentos, indicada para áreas em que a limpeza com produtos químicos é freqüente, como UTI's, enfermarias e consultórios odontológicos.

Para áreas pediátricas e também nos ambientes de muita umidade, como os banheiros, pode ser usada a Tinta Hospitalar Paredes e Tetos, um látex acrílico composto com agentes fungicidas e bactericidas que permanecem na tinta, após a secagem.

A Tinta Hospitalar Madeiras e Metais é um esmalte sintético, à base de resina acrílica. Possui baixa emissão de compostos orgânicos, com fácil aplicação e repintura em quartos de pacientes, corredores e portas que exigem repetidas lavagens.

Segundo a Sherwin, a Linha Hospitalar resiste à remoção de manchas com água e outros produtos químicos, como álcool e hipoclorito de sódio, em função da menor porosidade do seu filme. Suguino explica que, após a aplicação da tinta, a água evapora, formando uma película com a resistência das matérias-primas do produto.

A Sherwin observa ainda que a harmonia dos ambientes, visando o bem-estar dos pacientes, profissionais e visitantes não foi esquecida. Com a ajuda de um profissional especializado no uso de cores em hospitais, foi desenvolvida uma cartela de cores, com tonalidades que favorecem o conforto dos freqüentadores do local.

O responsável pela cartela, o arquiteto e consultor em cores João Carlos de Oliveira César diz que elas devem ser aplicadas, avaliando os 'diversos tipos de pacientes e muitos estados psicológicos dos hospitais, criando com as cores um ambiente seguro e bem-definido psicologicamente.'

Envie essa matéria a um amigo:
Seu Nome:

Seu E-mail:

E-mail do seu amigo:


 
Documento sem título
Acompanhe o MundoCor:
Documento sem título