Documento sem título
Documento sem título
 

 

Documento sem título
As cores

A harmonia de cores de salas,
dormitórios e demais dependências

Por Harlley Alves

Saber qual cor deve ser aplicada a cada ambiente nem sempre é uma tarefa fácil. Paulo Tiano, que presta consultoria em formulação de cores e harmonização de ambientes, dá algumas dicas que podem reduzir as dúvidas de quem se vê na condição de desenvolver esse trabalho.

Ele explica que a seleção começa com as cores que vão apresentar a casa. Nas áreas sociais, trabalha-se o aconchego, já os dormitórios são pintados visando o relaxamento ou ritmo de vida do morador.

De acordo com Paulo, as salas são divididas em ambientes de estar e de jantar. No primeiro, está o significado social da casa: há o lazer e onde os amigos são recebidos. 'Nesse espaço, estão os objetos de valor pessoal. Aí estão nossos quadros e troféus e, já que representa a parte social da casa, deve-se abusar das cores'.

A sala de estar pede grandes áreas, dispostas com cores fortes, mesclando pequenas áreas com tons mais fracos ou pastéis. 'Aqui, vale criar um ambiente de festa, mais alegre, combinando as cores primárias e secundárias', recomenda Paulo.

Na sala de jantar, podem ser usadas tanto as cores que esfriam, quanto as que esquentam. O profissional avisa que 'é preciso pensar em quem faz regime, porque matizes fortes como o laranja e amarelo incentivam a comer'. A cor indicada para esse recinto é a salmão, que trabalha o aconchego, podendo esfriá-la com tons de azul ou verde.

Falando dos dormitórios, Paulo recorda o caso de um cliente com problemas de insônia. 'Seu quarto era branco, transmitindo monotonia. Ao pintá-lo de azul, o ambiente ficou relaxado e a insônia passou', disse ele.

Para o quarto das crianças mais agitadas, a cor verde é a indicada. Ela acalma as crianças. No quarto daquelas mais calminhas, o consultor recomenda todas as cores do espectro cromático, em faixas ou linhas. 'Deve ser um ambiente alegre, podendo abusar da cromaticidade. Se a criança for agitada demais, os tons de azul vão acalmar. Se for tímida, coloque as cores mais fortes e vivas.'

Em caso de ser um quarto para um casal jovem, 'lá pelo primeiro ou segundo ano de casamento', o profissional recomenda o uso de cores mais quentes, que são as cores trazendo mais aconchego e excitação. Como exemplo, o amarelo-avermelhado e o próprio vermelho. 'Aplique-as em cortinas, mobília ou mesmo na parede.

Os 'aborrecentes' não foram esquecidos. 'O teen, passando pela puberdade, que traz o surgimento dos pêlos e do namoro, vai ter o quarto pintado conforme a personalidade dele.' Dessa forma, para um filho roqueiro, cabem cores mais pesadas e saturadas. É uma fase em que não são nem adultos e nem crianças, explica Paulo.

As tonalidades adequadas do quarto do adolescente vão ser encontradas após vários períodos de conversas. 'O espaço do adolescente é um pouco mais difícil de pintar, porque depende do jeito de cada um. Só não é possível exageros, como atender pedidos para um quarto todo preto', pondera o consultor.

Veja também:

- Desvendando os mistérios da pintura decorativa

- Os tons que fazem a diferença na decoração

Envie essa matéria a um amigo:
Seu Nome:

Seu E-mail:

E-mail do seu amigo:

 
Documento sem título
Acompanhe o MundoCor:
Documento sem título